PUC fecha ano com balanço positivo

Já em ritmo de transição do regime remoto adotado por causa da pandemia do novo coronavírus, a PUC Goiás realizou a tradicional reunião de gestores, na Área 1, com participação presencial da reitoria, diretores das escolas e coordenadores do curso. O objetivo foi um balanço das atividades de 2020, em especial das áreas de ensino, pesquisa, extensão e comunicação da instituição. Parte do público acompanhou o evento, coordenado pelo reitor Wolmir Amado, na plataforma Microsoft Teams.  

Também foram realizadas as posses das novas gestoras dos cursos de Serviço Social e Odontologia, Marly Machado Bento e Karolina Kellen Matias,   dos coordenadores dos cursos de Ensino à Distância (EAD) e reempossados gestores da graduação e da Pós-Graduação. O reitor e a pró-reitora Olga Ronchi foram homenageados pela equipe com flores e receberam palavras de gratidão.

“Este é um momento de grande celebração, de uma vitória, de uma conquista obtida, com bênção, com saúde, de uma travessia feita, com a sobrevivência como pessoas e também como universidade”, afirmou o reitor Wolmir Amado. Ele ressaltou que é uma etapa decisiva para a instituição e a integração dos gestores é fundamental.

Os cursos de EAD receberam uma atenção especial do reitor. Lançados em 2019, atualmente têm mais de mil estudantes inscritos e que se somam à comunidade universitária. A partir da posse dos gestores, o objetivo é integrar os coordenadores com os demais gestores da PUC para garantir o alinhamento com as políticas de desenvolvimento institucional.

Regime Remoto

A professora Sônia Margarida Gomes, pró-reitora de Graduação, falou da experiência do ano pandêmico com a adoção do regime remoto letivo, os desafios e as inovações adotadas pela universidade. “Avançamos na metodologia de ensino, nas práticas pedagógicas e na formação continuada”, avaliou a gestora sobre as aprendizagens de 2020 que devem estar nos cursos também em 2021. Só neste ano mais de 3 mil estudantes colaram grau na universidade, garantindo a continuidade dos projetos pessoais mesmo diante das adversidades trazidas pelo novo coronavírus.

Na área de Pós-Graduação e Pesquisa, a professora Milca Severina, gestora da pró-reitoria, também avaliou positivamente a experiência de superação das dificuldades de 2020. Durante o ano, a produção técnica da universidade foi de 3.712 trabalhos, entre pesquisas, teses e outros. Este ano, a universidade conclui a avaliação quadrienal da Capes e conseguiu manter o compromisso e garantir que os dados possam ser indicadores para a melhoria dos programas.

Site em fase de migração. Para acessar páginas antigas,   clique aqui