Física

Licenciatura

Física

Licenciatura

O curso de licenciatura em Física da PUC Goiás oferece formação sólida voltada para a busca de soluções dos graves problemas educacionais, sociais, políticos e econômicos enfrentados pela Região Centro-Oeste.

Instalado na Escola de Formação de Professores e Humanidades, no Câmpus I, o curso considera aspectos éticos, técnicos e sociais da profissão, visando formar professores(as) competentes, éticos e criativos.

Infraestrutura

O curso de Física tem laboratórios estruturados em forma temática e especializados para atender as demandas acadêmicas. Espaços de estudos e convivência completam a estrutura específica do curso. Todo estudante da EFPH conta ainda com toda a infraestrutura comum da PUC Goiás, como bibliotecas, teatros, auditórios, salas multiuso e muito mais.

As aulas práticas e laboratoriais do curso cobrem os temas da mecânica, termodinâmica, eletromagnetismo, óptica e física moderna (quântica e nuclear).

Carreiras

A carreira do(a) licenciado em Física é voltada para a docência, desde o Ensino Médio ao Ensino Superior. Por ser um mercado com alta demanda, boa parte dos(as) estudantes do curso já saem da universidade empregados em boas colocações no mercado.

Pesquisa

Primeira universidade fundada no Centro-Oeste brasileiro, a PUC Goiás tem forte influência da pesquisa em seus cursos de graduação. No curso de Física da EFPH, cada estudante poderá participar de projetos de pesquisa de professores(as) doutores(a) por meio de Iniciação Científica.

Além disso, o curso promove anualmente sua jornada científica, onde estudantes, professores, pesquisadores e convidados discutem os principais temas de investigação da área.

Extensão

Uma das principais tradições da PUC Goiás, a extensão universitária é a área que conecta a comunidade acadêmica com a população, sobretudo a mais necessitada de atenção, serviços e cuidados.

Estudantes de Física poderão, a partir dos convênios da EFPH, integrar diversos projetos de extensão da universidade trabalhando de forma voluntária em projetos para a população em situação de vulnerabilidade. Ligas acadêmicas completam a experiência do(a) estudante.

Monitoria

O programa de monitoria prevê que alunos que já cursaram determinadas disciplinas de Física possam atuar no auxílio de colegas que as estão cursando. O monitor atua sob a orientação de um ou mais professores das referidas disciplinas. Para ser monitor, o aluno deve se inscrever na secretaria do curso no início de cada semestre letivo. Uma comissão analisará o histórico do candidato, que, se aprovado, deve destinar parte da sua carga horária semanal para atendimento dos colegas.

No Programa de Monitoria, o aluno de graduação tem a oportunidade de aprofundar sua experiência como estudante, em um processo acadêmico-científico e também educativo. Para que isso se dê efetivamente, o monitor deve ser protagonista no processo de ensino-aprendizagem, junto aos seus colegas. Sua ação se dá na interface professor, alunos e conteúdos ministrados. Por essa razão, a monitoria tem por característica despertar no aluno que a exerce o interesse pela docência e propiciar maior integração dos atores da Universidade, por meio da interação entre alunos e professores nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. No exercício da monitoria o aluno é confrontado diariamente com as complexidades próprias à ação educativa, com suas perguntas e suas utopias.

Estágio

O Estágio Supervisionado é entendido pelo Parecer CNE/CP nº 28/2001 como o tempo de aprendizagem que supõe uma relação pedagógica entre um profissional reconhecido, em um ambiente institucional de trabalho, e um aluno estagiário, mediado pela presença de um professor supervisor acadêmico.

Deve constituir-se em ação desenvolvida enquanto vivência profissional prolongada, sistemática, intencional, acompanhada e construída na interface do projeto pedagógico do curso e da unidade campo de estágio.

É um importante espaço no qual a identidade profissional do professor constitui-se, conferindo-lhe a dimensão de sujeito e, por isso mesmo, autor de sua prática social, como produto da reflexão contextualizada na ação, sobre a ação e sobre o próprio conhecimento na ação, num processo de ressignificação constante. (NÓVOA, 1995; SHÖN, 1995).

Assim como a Prática deve permear todos os componentes curriculares teóricos, também o estudo teórico deve compor as 420 horas do Estágio Supervisionado. Este acontecerá a partir do 5º período do curso e englobará a observação participante, o levantamento/diagnóstico da realidade educacional do campo de estágio, a regência supervisionada e a necessária produção intelectual que qualifica a experiência.

Os alunos regularmente matriculados no curso de Licenciatura em Física também podem fazer Estágio Curricular Não-obrigatório. Este estágio é uma atividade acadêmica opcional e pode ser feito em empresas públicas ou privadas, onde o estudante possa ampliar sua visão de mundo, interagindo com a sociedade e aprimorando seus conhecimentos nas áreas econômica, social e política.

O Estágio Curricular Não-obrigatório é uma atividade acadêmica que visa complementar a formação acadêmico-profissional do estudante, devendo seguir as normas emanadas da legislação específica e da Política e Regulamento de Estágio da PUC Goiás.

A coordenação de Estágio do curso de Física manifesta-se sobre a adequação do estágio proposto pelo estudante e se responsabiliza pelo acompanhamento do aluno, exigindo relatórios semestrais das atividades realizadas, bem como planos de trabalhos futuros. A carga horária do Estágio Curricular Não-obrigatório poderá ser parcialmente aproveitada para integralização da carga horária das Atividades Acadêmicos Culturais e Científicas (AACC).

Trabalho de Conclusão de Curso

As disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) têm como objetivo colocar o aluno em contato com as áreas de pesquisa desenvolvidas pelos professores do curso de Física da Escola de Ciências Exatas e da Computação (ECEC) da PUC Goiás, cujas pesquisas são voltadas para o Ensino de Física e Física Geral. Os trabalhos, que poderão ser escritos na forma de artigos ou de monografias, deverão ser orientados por um professor ligado ao curso de Licenciatura em Física. Ao final da disciplina de TCC 1, depois de realizadas as atividades previstas na ementa da disciplina, o estudante deverá submeter um plano de trabalho a ser desenvolvido na disciplina TCC 2, que será avaliado por uma comissão de dois professores e, se aprovado, o aluno poderá matricular-se na disciplina de TCC 2. Os trabalhos desenvolvidos na disciplina de TCC2 serão apresentados e avaliados por uma banca formada pelo orientador e por dois professores da área de Física. A Banca atribuirá uma nota à monografia ou artigo, levando em consideração: a) o trabalho escrito dentro das normas da ABNT, b) o desenvolvimento do tema pelo estudante, c) a apresentação do trabalho e d) as respostas às questões levantadas pela banca. O estudante será aprovado se a nota do seu TCC for superior ou igual a 5,0. A regulamentação do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Licenciatura em Física está em acordo com o Regulamento Geral dos Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação (Livreto 16 da Série Legislação e Normas) da PUC Goiás.

Modalidade

Presencial

Duração

8 semestres

TURNO

Noturno

Portaria MEC

Nº 919 de 27/12/2018

Localização

Escola de Formação de Professores e Humanidades, Câmpus I, Área 6, Rua 227, Quadra 66, n. 3669, Setor Leste Universitário, Goiânia, Goiás.

Mensalidade

R$ 1.122,87*

*Valor referente aos 24 créditos obrigatórios para as disciplinas apenas no 1º semestre para quem ingressar via Vestibular. Para saber mais sobre créditos e política de reajuste, clique aqui.​

Avaliações do curso
Enade 2017
MEC 2017

*Notas aplicadas em uma escala de 1 a 5

Como é o curso de Física na PUC?

Matriz Curricular

A Matriz Curricular especifica disciplinas e cargas horárias do curso de Física.

Iniciação Científica

Uma modalidade de pesquisa acadêmica desenvolvida por alunos de graduação.

Nossos professores

Conheça a equipe docente, altamente qualificada para te proporcionar a melhor formação.

Prazer, sou o

Prof. Dr. Anderson Costa da Silva

Coordenador do curso de Física