Goiânia, 23 de setembro de 2014
Busca

Voltar
Sustentabilidade
Goiânia já conta com coleta seletiva em mais de 20 bairros

Lixo orgânico é destinado ao aterro sanitário e lixo reciclável vai para as cooperativas, onde é feita a separação de forma mais detalhada

16/04/2009 16:12:16

Foto: Divulgação
Erica Neves – Marcela Santana – Milene Creti 6º período
 
    
   O Projeto Goiânia Coleta Seletiva está em vigor desde abril de 2008. A primeira etapa do programa consistiu na distribuição de oito Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) pela cidade. Atualmente, existem 120 PEVS para a coleta de materiais recicláveis, como papel, plástico, metal e vidro. Os postos de recebimento têm também um compartimento para receber lixo eletrônico, como pilhas e baterias.
    
              
Na segunda etapa do projeto, o Poder Público Municipal começou a realizar a segregação dos resíduos sólidos na qual o lixo é separado em dois recipientes, um para orgânico e outro para reciclável. O lixo orgânico é destinado ao aterro sanitário e o lixo reciclável vai para as cooperativas, onde é feita a separação de forma mais detalhada.
       
                   
Na terceira etapa, equipes de educação ambiental começaram a visitar as residências para ensinar a população como deve fazer o processo de separação do lixo. Um caminhão específico faz a coleta dos materiais recicláveis passando nas residências cadastradas dos bairros participantes uma vez por semana. Todo esse material recolhido é encaminhado aos centros de triagem que são as cooperativas de catadores de papel, promovendo assim a inclusão social. Segundo a estudante Rívia Damaso, moradora do Jardim América, no bairro em que vive o lixo é recolhido pelo caminhão da Comurg duas vezes por semana e o material é separado pelos próprios moradores. “O projeto é muito bom”, diz.
     
                      
De acordo com Juliana Paneago, secretária da Coordenação Geral do projeto, o material recolhido é doado para as cooperativas e os catadores recebem um incentivo para organizá-los. Esses trabalhadores recebem doações de material da prefeitura.
           
                       
Além do Jardim América, os bairros que contam com o serviço de coleta seletiva são: Setor Bela Vista, Aeroporto, Sul, Coimbra, Bueno, Vila Americano do Brasil, Vila Nova, Vila Teófilo Neto, Vila Boa Sorte, Centro, Campinas. E parte dos bairros Universitário, Central, Nova Suíça, Parque Amazonas, Pedro Ludovico, Vila Santa Efigênia, Vila Sol Nascente e Setor dos Funcionários.
         
                         
O publicitário Glaucus Barbosa, morador do Jardim América e a estudante Fernanda Lopes, moradora do setor Bueno não sabiam da existência da coleta seletiva nos bairros em que moram “Se isso existe é feito muito displicentemente e ninguém sabe”, conclui Glaucus.
           
                        
O trabalho é desenvolvido de forma gradativa, mas, segundo o assessor de Comunicação da Comurg, João de Oliveira, o objetivo é atingir toda a cidade até o final de 2009, para isso, é essencial o comprometimento da sociedade. A prefeitura oferece a estrutura, mas a segregação do material é realizada dentro de casa. Portanto, todos devem participar. João de Oliveira avalia positivamente os resultados do projeto até agora, “Está acima da expectativa, excelente”, diz.
           
                      
Separação do lixo
A separação dos resíduos sólidos urbanos deve ser feita de maneira simples: o lixo deverá ser segregado em dois recipientes, um para orgânico e outro para reciclável. O lixo orgânico é destinado ao aterro sanitário e o lixo reciclável será destinado às cooperativas, onde se da a separação de forma mais detalhada.
            
                         
Os materiais recicláveis devem ser armazenados, limpos e secos em sacos plásticos, sacolas ou caixas de papelão e podem ser entregues ao caminhão da coleta seletiva, a um catador credenciado pelo programa ou nos PEVs espalhados pela cidade. Para saber qual o ponto de entrega voluntária mais próximo de sua casa, basta acessar o site da Coleta Seletiva.
           
               
Leia mais:
Pesquisa revela que Goiânia produz mais lixo que média nacional
            
Presidente da Comurg diz que Coleta Seletiva trará benefícios
        
                               
Copyrights © 2014 - Universidade Católica de Goiás - Todos direitos reservados.